FINANÇAS NA ITALIA - Remessa de dinheiro para o exterior

Como realizar remessa de dinheiro para o exterior? Essa é uma das principais preocupações quando se viaja para outro país seja de forma temporária ou definitiva. Neste artigo vamos relacionar sete modos de você realizar essa operação do Brasil para a Itália.

A moeda oficial da Itália é o Euro que é representado pelo símbolo € e pelo código EUR. No mais recente fechamento do mercado de câmbio (6/3/2016), 1 Euro equivalia a 4,12 Reais. Isso significa que nossa moeda brasileira vale um pouco menos de um quarto do valor da moeda corrente na Zona do Euro e assim perdemos muito poder de compra.

Haja vista diversos fatores que contribuem para a nossa instabilidade monetária - que foge ao escopo desse artigo identificar e analisar - estamos sujeitos no Brasil a grandes oscilações nas taxas cambiais. Portanto, a atenção e o acompanhamento do mercado de câmbio é fundamental para quem pensa e precisa comprar Euros.

Minha recomendação é ir comprando Euros aos poucos, principalmente se a cotação apresentar uma queda relevante após um período de alta. Para acompanhamento da cotação indico o site UOL. Além da cotação atualizada ao longo do dia (Intraday), o site apresenta de forma gráfica e numérica a evolução do câmbio diário, semanal, mensal, trimestral e anual.

Segue o link: http://economia.uol.com.br/cotacoes/cambio/euro-uniao-europeia

Observação 1: O mercado de câmbio é um mercado livre e não tabelado. Assim, a cotação apresentada na mídia financeira é uma aproximação do que você vai encontrar nos bancos, casas de câmbio, etc. Antes de efetuar a compra, confira com a instituição o valor praticado.

Observação 2: Para identificar as instituições com câmbio mais competitivo, acompanhe o Ranking do VET (Valor Efetivo da Transação) disponibilizado pelo Banco Central. Apesar de sempre estar desatualizado, as instituições que encabeçam o Ranking variam pouco.

Segue o link: https://www3.bcb.gov.br/rex/vet/index.asp

Observação 3: De acordo com o Codice Penale italiano, Art. 453, a pena para circulação de moeda falsa vai de 3 a 12 anos de reclusão mais multa de € 516,00 a € 3.098,00. Portanto, sempre compre Euros de instituições autorizadas pelo Banco Central. Além de garantir a legalidade da transação, você evita problemas graves e em um país estrangeiro.

Segue o link: http://www.bcb.gov.br/?INSTCRED

SETE MODOS DE ENVIAR DINHEIRO PARA A ITÁLIA

1. TRAVELER'S CHECK (CHEQUE DE VIAGEM)

Custos: 6,38% de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras).

Inconvenientes: Será difícil achar estabelecimentos que os aceitem como forma de pagamento. A troca por Euros ficará limitada a poucos estabelecimentos como alguns bancos, casas de câmbio e em alguns escritórios da American Express Travel Services. Não será raro cobrarem taxas sobre o valor pago pelo Traveler Check.

Maiores informações:

http://bb.com.br/portalbb/page88,116,10295,1,1,1,1.bb?codigoMenu=164&codigoRet=7954&bread=9_5

https://www.citibank.com.br/cambio/travelers_cheques.html

2. CARTÃO DE CRÉDITO

Custos: 6,38% de IOF para gastos e saques no exterior.

Inconvenientes: Você nunca saberá antecipadamente qual a taxa de câmbio praticada pela operadora. A taxa-surpresa, sempre desagradável e bem acima da média praticada pelo mercado, virá na sua fatura do cartão de crédito. Algumas operadoras de cartão de crédito cobram taxas adicionais na função "débito" no exterior.

3. CARTÃO PRÉ-PAGO (VTM - Visa Travel Money)

Custos: 6,38% de IOF no carregamento.

Inconvenientes: Caixas eletrônicos no exterior podem cobrar taxas de serviços por volta de € 2,50 em cada saque. Pagamento de compras somente em um estabelecimento afiliado à rede Visa. Os bancos que emitem o VTM como o Banco do Brasil e o Bradesco exigem conta corrente no próprio banco, bem como podem cobrar tarifas adicionais (de € 3,00 a € 5,00) para manutenção da conta VTM. O American Express Glogal Travel Card cobra 4% de tarifa na conversão, bem como o pagamento de compras somente é possível em um estabelecimento afiliado à rede Amex.

Maiores informações:

http://www.bradesco.com.br/html/classic/produtos-servicos/cartoes/bradesco-moneycard-euro.shtm

http://www.bradesco.com.br/html/classic/produtos-servicos/cartoes/american-express-global-travel-card-euro.shtm

http://www.bb.com.br/pbb/pagina-inicial/private/produtos-e-servicos/cartoes/ourocardvisa-travelmoney#/

4. VALE POSTAL DOS CORREIOS

Custos: Isento de IOF. R$ 35,00 de tarifa + 1,5% sobre o valor da remessa enviada.

Valor máximo de envio para a Itália: R$ 2.300,00.

Prazo estimado: 2 dias úteis.

Inconvenientes: Somente para Manutenção de Residentes e Manutenção de Estudantes. Saque de todo o valor de uma só vez. Limite de US$ 3.000,00 por remessa. Limite diário de R$ 10.000,00 para um mesmo emitente (seja por uma remessa única ou pelo somatório de várias remessas).

Maiores informações:

http://www.correios.com.br/para-voce/correios-de-a-a-z/vale-postal-eletronico-internacional

5. REMESSA SEM CONTA NO EXTERIOR

Custos: 0,38% de IOF + US$ 40,00 de tarifa.

Inconvenientes: Saque em espécie e de uma só vez, e limitado à rede disponibilizada no exterior pela instituição contratada no Brasil.

6. TRANSFERÊNCIA PARA CONTA NO EXTERIOR

Custos: 0,38% de IOF + US$ 20,00 de tarifa.

Inconvenientes: Manter uma conta no exterior tem seus custos. Alguns bancos cobram taxas no recebimento. Se a conta no exterior for em nome de outro titular, ocorrerá a incidência de Imposto de Renda.

7. DINHEIRO EM ESPÉCIE

Custos: 0,38% de IOF.

Inconvenientes: Se você estiver levando dinheiro em espécie, em Reais ou Euros, no valor acima de R$ 10.000,00, é obrigado a apresentar Declaração Eletrônica de Bens de Viajantes (e-DBV) na alfândega na saída do Brasil.

#FinançasnaItália #Remessadedinheiro

Posts Recentes
Posts por Categorias
Posts por Tags
Nenhum tag.

© MEU CONTATO NA ITÁLIA 2020 | GENOVA | Todos os direitos reservados | P. IVA 02383300999