Reconhecer cidadania italiana via materna judicial

A transmissão do direito à cidadania italiana pelo lado feminino ocorre somente para os filhos nascidos a partir de 1º de janeiro de 1948. Exemplos de casos:


​1. Stefano Rossi nasceu na Itália em 1875, casou no Brasil e nasceu a filha chamada Anna Rossi em 1905. Por sua vez Anna casou em 1930 e em 1935 nasceu seu filho Mario. Por ter nascido em 1935, portanto antes de 1/1/1948, Mario não pode ter sua cidadania italiana reconhecida administrativamente. Resta somente peticionar o direito ao reconhecimento da cidadania italiana por via judicial junto à justiça italiana.
 

2. Stefano Rossi teve outra filha em 1920 chamada Barbara Rossi. Por sua vez Barbara casou em 1945 e teve o primeiro filho Gianni em 1946 e o segundo filho Enzo em 1948. Para Gianni, por ter nascido antes de 1/1/1948, só resta peticionar junto à justiça da Itália o direito ao reconhecimento da cidadania italiana. No entanto Enzo poderá requerer administrativamente o seu direito ao reconhecimento da cidadania italiana.

© MEU CONTATO NA ITÁLIA 2020 | GENOVA | Todos os direitos reservados | P. IVA 02383300999